quinta-feira, 3 de junho de 2010

marasmo e indicadores do dia

Enquanto a vida acontece lá fora, nós estamos com feriado que foi criado na Bélgica no seculo 13 e hoje pouco sentido faz.
Claro que respeito todas as religiões e a liberdade de cada um escolher o que queira celebrar, mas o estado tem que ser laico. Não podemos submeter os diferentes povos com diferentes religiões a observar o de uma única religião. Se fossemos comemorar feriados religiosos, deveriamos comemorar os islamicos, budistas, cintoistas, etc,etc.

O Brasil já tem feriados demais. Não precisamos de mais feriados extras. Para quem precisa faturar no dia a dia, isso é uma proibição ao lucro. O dia da receita desaparece, mas a contas, voce faturando ou não, batem a sua porta.

Claro que os politicos não se importam com isso. O deles chega em dia, vindo do seu bolso, afinal, vivemos no país dos impostos e o alcaide mór já reverenciou a carga tributária na semana passada, nos comparando a Noruega, Dinamarca, etc. .. pena que não temos os serviços que eles tem em retorno. Bom, a farra é tamanha que já armaram o recesso branco para a copa do mundo e depois saem de férias para descançar do stress que foi torcer pela seleção que já foi "abençoada" pelo hombre ... ( foi o primeiro erro da seleção e como maldição pouca é bobagem, Julio César - o único melhor do mundo que temos - já se machucou nos primeiros instantes de um amistoso ).

O pregão de hoje, lá na capital do império, deve ser bastante influenciado pela avalanche de indicadores que estão prometidos para hoje. Vamos a eles :

9:15 ADP employment
9:30 Initial claims
9:30 Productivity and Costs
11:00 ISM services
11:00 Factory Orders
11:30 Estoques de Petróleo

E para terminar, em breve teremos eleições no Brasil, o país dos impostos. Ajude-nos a retirar essa mácula do nome do Brasil, vote em quem vai reduzir seus impostos e não em quem glorifica a carga tributária abusiva.

A frase é de um ex-ministro da economia, mas começa a ter eco na sociedade.

"O Brasil tem impostos de primeiro mundo mas os serviços oferecidos pelo estado à população são de terceiro "

Um comentário:

Irineu disse...

Olá Ricardo, voce já assistiu ao filme "Zeitgeist"? Vale a pena ver e entender o elo entre religião, estado, economia, etc...só dinheiro!
Veja no link: http://www.zeitgeistmovie.com/

Sds, Irineu